Páginas

quinta-feira, março 31, 2011

Imaginando

Imagem que flutua
linda ... nua
na memória fluída
como que imbuída
do sopro virginal
de virgem, só a alma
sempre pura
sempre calma
salvo quando apura
o desejo carnal
o que aliás
ocorre com frequência
fato normal
parte de sua essência
de mulher especial

7 comentários:

Anne M. Moor disse...

Que lindo Flávio! Teu 'olho' clínico a poetar sobre um assunto universal e tão bonito.

Parabéns!
beijos
Anne

Ti disse...

Uau!!! Que linda imaginação... Que maravilhosa poesia!!

Gui Ferrari disse...

O.O!
Nessa vc se superou, pai!

Paty Michele disse...

Poema sensual... adorei!

bj

Luna Sanchez disse...

Que bonito, eu gostei disso!

=**

Raquel Amarante disse...

Belíssimo blog!
Cafeína na veia..
Sigo, injeto, introjeto..
Abs

Sentimental ♥ disse...

a freqüência do desejo carnal é quase um pleonasmo... hum!