Páginas

domingo, março 13, 2011

Romântico

- Você é romântico ?
- Sei lá ... não me acho muito romântico ...
- Você manda flores ?
- Mando ... preferivelmente fora de datas especiais ... gosto de flores ...
- Então você é romântico !

Já tive algumas conversas parecidas com essa.  Algumas mulheres (muitas, eu diria) tem uma certa obsessão pelo que consideram romantismo.
Decidi pesquisar o conceito de "romântico".
Primeiro imaginei que a palavra poderia derivar de "romance".  Errei !
Romance é, tecnicamente, um livro escrito em "prosa", ou seja, uma história contada em linguagem corrente, em contraposição à literatura mais antiga onde as histórias eram contadas em versos.  A palavra "romance" significa "em lingua românica" (linguas derivadas do latim).
O termo "romântico" veio, então, de outras paragens.  Derivou da forma de escrita dos autores do "romantismo", um movimento cultural iniciado no final do século XVIII, na Europa, e que perdurou por praticamente todo o século seguinte.
O romantismo se contrapunha ao realismo e era caracterizado por retratar dramas humanos, amores trágicos, ideais utópicos e fantasias escapistas.
De forma mais simples, os autores românticos poderiam ser descritos como emotivos, poéticos e idealistas.
Por semelhança, os homens com as mesmas características passaram a ser considerados pelas mulheres como românticos.
Suspeito que essa afeição pelo romantismo no sentido popular se deva à expectativa de que um homem romântico seria mais capaz de compreender os sentimentos de uma mulher e ser mais atencioso.
Bem ... de certa forma sou emotivo, idealista e, algumas vezes, até poético, mas sem deixar de ser realista.
Poderia, então, ser caracterizado como um "romântico pragmático", defensor do "edonismo de resultados".
Entretanto, aprendi durante a minha primeira experiência com terapia, lá pelos 18 anos, que os "rótulos" não fazem bem para a saúde.  Adotar uma definição, qualquer uma, não só é limitante como pode te induzir a tentar ser algo que você não é.
Foi nessa época que resolvi deixar que os outros me definissem como achassem melhor, e passei a me preocupar apenas em existir.

14 comentários:

Priya disse...

Amei =)

Flavio Ferrari disse...

Olha só quem aparece por aqui ... Namasté

Batom e poesias disse...

Você é inrotulável!
:)

Beijos
Rossana

Luna Sanchez disse...

Eu devo ter uma ideia equivocada do que seria um homem romântico (esse idealizado pela mulherada, digo) porque quando penso no assunto, bocejo.

Adoro a palavra "paragem", nem sei exatamente o porquê.

Um beijo.

A. Marcos disse...

Flávio,

Dia desses conheci um rapaz de nome Fábio (me esqueci o sobrenome) que é professor e sociólogo e disse ser seu amigo e ex-aluno. Eita mundinho pequeno! O curioso é conhecer tanta gente ligada a vc, mas vc mesmo não.

Nunca me encaixei na idéia de romantismo diatada pelo senso comum. Para ter uma idéia, gosto de um filme chamado SECRETÁRIA. Seus idealizadores e atores, assim como um gama de fãs, acha o filme romântico. Eu também, mas a maioria das pessoas que conheço não vê romastismo algum na produção.

Paty Michele disse...

Gostei do "edonismo de resulados".
Ah, a mulherada gosta tbm de homem "sensível". rsrsrs

Flavio Ferrari disse...

Rossana: então sou um genérico

Flavio Ferrari disse...

Luna: "paragem" tem algo de gauchês

Flavio Ferrari disse...

Marcos: tive bastante tempo para conhecer gente ... rs
Vamos resolver essa pendencia.

Flavio Ferrari disse...

Paty: está sugerindo uma postagem sobre razão e sensibilidade ?

Letícia disse...

O segredo da vida é viver, de resto.....

Beijos!

Denise disse...

Quer coisa melhor que VIVER existindo?
eu não conheço

beijo

Sentimental ♥ disse...

eu não acho q romantismo seja mandar flores... é bem mais q isso.

Tathiana disse...

E fez muito bem... Já fui um tanto obcecada em arrumar definições para o que eu sentia. Não sou mais pelo mesmo motivo que você (embora tenha descoberto isso recentemente).
Bjs.