Páginas

segunda-feira, março 12, 2007

Pessoas e sabores

Não é curioso como associamos as coisas ?
Musicas, lugares, cores, estilos, texturas...
Me encantam particularmente os sabores, aquela mescla deliciosa de paladar e olfato.
Bebericando um "43" não posso deixar de lembrar de doces lábios ...

11 comentários:

Ernesto Dias Jr. disse...

Lembrança caquética:

Havia, há muitos anos na Radio Nacional, um programa ao meio dia que durava um minuto, e chamava-se Encontro com Walter Forster. Lembro-me vivamente do dia em que ele leu uma crônica intitulada "A côr do gosto". Desde então me divirto dando cores aos sabores. Sincronicidade ou anacronismo?

Amanda Arthur disse...

Os aromas me dizem mais coisas, estimulam mais do que os sabores. Vai ver que por isso sou magrinha...
Mas, se em francês é tudo parfum, vai ver que:
Pra cada odor, um sabor.
Pra cada sabor, uma cor.
De carona no post do Ernesto!
Ainda meio dormindo, confesso.
BJO!

Ti Bell disse...

Nada melhor do que a cor mutante do beijo...

Udi disse...

De carona em carona, vamos nós como vagões de uma mesma locomotiva movida pela associação de idéias.
Assim que li o post ocorreu-me que(além de não saber o que é um "43"), como a Amanda, sou mais ligada nos aromas. No entanto, recentemente, me peguei associando o sabor das nozes ao masculino (do ponto de vista de um paladar feminino).

Flavio Ferrari disse...

Udi, se não estou enganado os americanos pensam a mesma coisa sobre as nozes ...

Anne M. Moor disse...

Os aromas, ou seria cheiros mesmo (?)também trazem gosto ruim na boca de épocas melhor esquecidos!!!!!!!!!!!!!!!! Acho que pulei do trem...

Amanda Arthur disse...

Volta pro trem Anne!

Ernesto Dias Jr. disse...

Homem cheira a sabor de noz? Faz sentido. Primeiro martelas bem. Depois, descartado o inimastigável, mastigas o que sobrou. Somos crocantes?

Anne:
Hilária a imagem da Anne correndo esbaforida pelos dormentes, tentando alcançar a mão estendida da Amanda ajoelhada na plataforma do último vagão. Um bando de gauchos malvados, em seus cavalos, está próximo, boleadeiras girando sobre as cabeças (aquele de lenço, chefe do bando, te quer por prenda). E corre o trem... piuiiiiiiiiiiiii!

Anne M. Moor disse...

Erneeeeeeeeeeeesto... hahahahahahahaha!!!!!!!!!!!! Que imaginação fértil a tua... Obrigada pela mão Amanda: Foi só um tropeço... voltei pro trem há 20 anos!!!! Essa coisa de aromas me fez escorregar pros trilhos, mas com o bando do Ernesto atrás de mim, já voltei ligeiro :P

Udi disse...

Flavio, pode explicar melhor sobre os americanos? Não me agrada ser alinhada com os gringos... resquícios de uma libelu que NÂO psólica.

Ernesto um tanto traumatizado com a degustação feminina... mas inspiradíssimo: não foi lá pelas paragens do Sulll que caiu o avião?

Flavio Ferrari disse...

Udi: Nuts na gíria americana quer dizer louco, mas também é uma forma delicada de fazer menção aos testículos.
Demais: como diria um amigo meu lá de Minas - "êta trem bão "