Páginas

sexta-feira, março 30, 2007

Quem mexeu no meu queixo ?

Na linha beast seller "Quem mexeu no meu queijo", proponho lançar a publicação sinônima em epígrafe.
A abordagem, entretanto, seria sócio-psico-ambiental, com foco no ser humano a nível de gente e sua relação com o ambiente all inclusive.
"Quem mexeu no meu queixo" trata da ambivalência bilateral das relações, e do polegar opositor.
A cena guia (ex-libris fio condutor) é o clássico gesto de se tomar o queixo da outra pessoa entre o polegar e o indicador (indicador sob a ponta do queixo e polegar posicionado simétricamente sobre o mesmo, em oposição perpendicular, passando pelo ponto da covinha), acompanhado do famoso olhar 43 (tipo eu sei que você sabe que eu sei).
Numa leitura psico-semântica, pretende discutir as motivações do gesto e suas consequências.
Lateralmente, aborda-se a necessidade de uma atidude revisional sobre os paradigmas estabelecidos para a definição de histeria, neurose e psicose, embora esse tema deva ser melhor discutido em publicação posterior ("A ausência de neuroses como indicadora da psicose em potencial e suas implicações para a conversão histérica - uma visão propedeutica").
A pergunta é: devo escrever ?

13 comentários:

Ernesto Dias Jr. disse...

Conquanto escrevas. meu caro...
Mas... não seria uma coisa, assim, autobiográfica?

Udi disse...

...mas quem mexeu no seu queixo?
eu não me queixaria.

Amanda Arthur disse...

Pude ver-te escrevendo esse texto com um sorrisinho de canto, bem acima do dito queixo (do teu, quero dizer). Sátiras à parte, se não o livro, em quartas-capas e resenhas de títulos de "auto-ajuda profissional" e afins já pode apostar. Domínio completo do estilo.

Anne M. Moor disse...

And why not?????? Leitores ávidos já tens... E já estou sorrindo de antemão a uma estrondosa gargalhada...

Udi disse...

Em tempo: esse post me fez lembrar de um livro chamado "A Arte da Guerra Para Quem Mexeu no Queijo do Pai Rico" do Luli Radfahrer. Não sei se você conhece, ele passou um tempo trabalhando na finada AOL.
Ainda não li, mas lembro que a Fabia me mostrou uns trechos hilários.

doppiafila disse...

Nao por favor.....

Lú. disse...

Quanta inspiração....

Anônimo disse...

E não engorda...

Udi disse...

Lu, essa aí em cima é você né? tsc, tsc, tsc...

Flavio Ferrari disse...

Pensei que os 6 kilos a mais eram decorrentes da quantidade de asneira armazenada ...

Lú. disse...

Na mosca Udi.Em carne(mais do que gostaria) e osso.
Flávio(a respeito dos 06 kgs), continue com as (geniais) asneiras e corra 10 km por dia. Ou então feche a boca, mas NÃO a sessão besteirol do blog que é de longe a minha preferida.

Luisa Fernanda disse...

Escriba, total por la combinación relatada va a resultar esquizofrenia, ahí nos ponemos todos la camisa de fuerza!

Lú. disse...

Flavio,
Me ocorreu agora que você e o Ernesto, andam com mania de queixo ultimamente.É um tal de mela-eixo, pra cá, mela queixo prá lá, mecheram no meu queixo e etc...
Que coisa não!??
E não me entenda mal, é só uma constatação, não uma queixa...